Malha e Geometria

Geometria

A Operação Geométrica Partition Domain

Uma nova operação geométrica, Partition Domains, permite particionar os domínios selecionados de diversas maneiras em 2D e 3D especificando curvas e superfícies, respectivamente. Por exemplo, pode-se particionar o domínio de uma geometria 3D pelas extensões das faces selecionadas da geometria. Isso estende a face até uma face adjacente de um domínio para particionar o domínio em questão.

Essa função serve a vários propósitos durante a modelagem. Ela pode ser útil em casos nos quais é melhor representar determinada parte da geometria com uma malha estruturada, em vez de uma malha não estruturada, mas os domínios não são adequados à malha mapeada ou varrida. O particionamento também pode ser uma importante ferramenta ao construir malhas tetraédricas, subdividindo um domínio de formato complexo (altamente não convexo) em domínios que sejam mais fáceis de se gerar uma malha. Além disso, essa ferramenta pode aumentar o nível de paralelização (memória compartilhada) durante a geração de malhas.

Um nó Partition Domains pode ser colocado em qualquer posição em uma lista de subnós sob o nó Geometry. Isso significa que a operação pode particionar geometrias antes ou após realizar operações Form Union/Assembly, Assembly Geometries e Virtual Geometries.

O fluxo de trabalho da operação Partition Domain. O fluxo de trabalho da operação Partition Domain.

O fluxo de trabalho da operação Partition Domain.

Se a malha fosse gerada na geometria original, ela seria baseada em tetraedros não estruturada, o que poderia não ser ideal. Selecionando duas faces da geometria e Partition, com a opção de faces estendidas, é possível criar uma geometria particionada que suportará a geração de malha hexaédrica automática dos diferentes domínios.

Controle Geométrico a Nível de Entidades para Seleções de Saída

A nova versão do COMSOL Multiphysics inclui melhorias às seleções geradas automaticamente a partir das operações geométricas. Agora, é possível controlar e selecionar ao nível da entidade (ponto, aresta, face ou domínio) das seleções geradas pela sequência de geometria para usar em outras operações, como na definição das físicas, materiais, ou malha. Durante a criação dos seus próprios componentes geométricos para uso na Parts Library, pode-se controlar quais seleções são visíveis aos usuários.

Malha

Geração Mais Robusta de Malhas Tetraédricas

Um novo algoritmo permite que a operação Free Tetrahedral seja capaz de gerar malha em geometrias que, anteriormente, resultavam em erros do tipo "Failed to respect boundary element edge on geometry face" ou "Internal error in boundary respecting". O método padrão de geração de malha usado no COMSOL Multiphysics versão 5.2 é um híbrido entre os métodos antigo e o novo. Com o Tesselation Method configurado em Automatic, o método antigo é usado primeiro e, se ele falhar, o novo método é aplicado. Opcionalmente, pode-se escolher usar apenas o método antigo ou o novo configurando o Tesselation Method para Delaunay ou Delaunay (alternative method), respectivamente.

A malha usada no modelo tutorial Fit Connection in a Mountain Bike Fork. A malha usada no modelo tutorial Fit Connection in a Mountain Bike Fork.

A malha usada no modelo tutorial Fit Connection in a Mountain Bike Fork.

A novo gerador de malhas tetraédricas permite a geração automática de malha sem modificar as configurações de malha para uma classe muito maior de geometrias CAD do que em versões anteriores do software.

Importar Componentes de Malha Externos

O processo de importação de uma malha definida externamente ( uma malha de superfície definida por um arquivo STL, por exemplo) como geometria está mais fácil e mais robusto. Basta adicionar um sub-nó Import ao nó Geometry, navegar até o arquivo de malha a ser importado e clicar no botão Import. O COMSOL Multiphysics adiciona automaticamente um nó Mesh Part (sob o nó Global Definitions) que importa o arquivo de malha e cria uma geometria a partir da malha importada. A caixa de seleção Form solids from objects selection controla se a operação de importar geometria converte ou não uma malha fechada de superfície em um objeto sólido.

Ao usar um componente de malha, há acesso ao mesmo conjunto de operações de particionamento de malha, como Ball, Box e Logical Expression de uma malha importada no nó Mesh. Se qualquer uma dessas operações for usada para modificar o componente de malha importado, a operação de importação de geometria correspondente detecta automaticamente que é necessária uma reconstrução. Quando você reconstrói a operação de importação de geometria, todas as seleções do componente correspondente são automaticamente atualizadas para a nova geometria.

Caso uma geometria seja importada de um componente de malha que faz referência a um arquivo NASTRAN®, contendo informações do material, nós definindo os materiais aparecem automaticamente sob o nó Materials no componente da geometria. A operação de importação de geometria também transfere seleções definidas pelo arquivo NASTRAN®.


Nastran é uma marca registrada da NASA.