Atualizações de Renderização e Visualização

A versão 5.2a do COMSOL Multiphysics® inclui uma ampla gama de funcionalidades novas e atualizadas para renderizar e visualizar seus resultados de simulação, incluindo seis novas tabela de cores para aperfeiçoar o prós-processamento; novas capacidades de anotação para gráficos 1D e equações LaTeX; e gráficos de superfície de tabela, que oferecem uma nova maneira de ver dados do modelo. Navegue por todas as atualizações de visualização e renderização incluídas COMSOL Multiphysics® versão 5.2a abaixo.

Seis Novas Tabela de Cores para Visualização de Gráficos

O COMSOL Multiphysics® expandiu sua gama de capacidades de visualização ao introduzir seis novas tabela de cores, incluindo:

  1. Aurora Australis
  2. Aurora Borealis
  3. Heat Camera
  4. Heat Camera Light
  5. Jupiter Aurora Borealis
  6. Twilight

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Twilight, mostrando a mudança na espessura da camada no Electrocoating of a Car Door tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Twilight, mostrando a mudança na espessura da camada no Electrocoating of a Car Door tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Twilight, mostrando a mudança na espessura da camada no Electrocoating of a Car Door tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Twilight, mostrando a mudança na espessura da camada no Electrocoating of a Car Door tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Twilight, mostrando a mudança na espessura da camada no Electrocoating of a Car Door tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Jupiter Aurora Borealis, mostrando o fluxo em torno de gotículas no Inkjet Nozzle — Level Set Method tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Jupiter Aurora Borealis, mostrando o fluxo em torno de gotículas no Inkjet Nozzle — Level Set Method tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção de tabela de cores Jupiter Aurora Borealis, mostrando o fluxo em torno de gotículas no Inkjet Nozzle — Level Set Method tutorial model.

Uma visualização que usa a nova opção Jupiter Aurora Borealis da tabela de cores, mostrando as linhas de fluxo em torno de uma corpo de Ahmed similar a um carro no Airflow Over an Ahmed Body tutorial model. O gráfico também mostra o logaritmo do campo de pressão usando a nova opção Aurora Borealis da tabela de cores.

Uma visualização que usa a nova opção Jupiter Aurora Borealis da tabela de cores, mostrando as linhas de fluxo em torno de uma corpo de Ahmed similar a um carro no Airflow Over an Ahmed Body tutorial model. O gráfico também mostra o logaritmo do campo de pressão usando a nova opção Aurora Borealis da tabela de cores.

Uma visualização que usa a nova opção Jupiter Aurora Borealis da tabela de cores, mostrando as linhas de fluxo em torno de uma corpo de Ahmed similar a um carro no Airflow Over an Ahmed Body tutorial model. O gráfico também mostra o logaritmo do campo de pressão usando a nova opção Aurora Borealis da tabela de cores.

Um logaritmo da mudança de temperatura em um bob simulador sujeito a uma radiação de microondas de telefone celular no Absorbed Radiation (SAR) in the Human Brain tutorial model, visualizado usando a nova opção Heat Camera da tabela de cores.

Um logaritmo da mudança de temperatura em um bob simulador sujeito a uma radiação de microondas de telefone celular no Absorbed Radiation (SAR) in the Human Brain tutorial model, visualizado usando a nova opção Heat Camera da tabela de cores.

Um logaritmo da mudança de temperatura em um bob simulador sujeito a uma radiação de microondas de telefone celular no Absorbed Radiation (SAR) in the Human Brain tutorial model, visualizado usando a nova opção Heat Camera da tabela de cores.

Novo Gráfico de Diretividade para Acústica

O novo gráfico de Diretividade permite que engenheiros de áudio representem a resposta espacial de um alto-falante como uma função da frequência e ângulo. O gráfico é importante na análise de alto-falantes e outros transdutores eletroacústicos. Representar a resposta espacial desta maneira é muito comum na indústria de alto-falantes e os dados medidos geralmente são representados da mesma maneira. O gráfico inclui muitas opções de formatação para se obter a melhor percepção possível dos dados modelados. Alguns dos principais recursos de formatação são:

  • Normalização: Os dados de entrada do nível de pressão do som podem ser normalizados com relação a um ângulo polar específico, com relação a um valor máximo (a cada frequência) ou pode não haver normalização.
  • Avaliação: O círculo de avaliação pode ser definido em qualquer lugar no espaço e é possível definir uma direção de referência que estabeleça a direção de 0 grau.
  • Cores e Estilo: Formate os dados como superfícies preenchidas, linhas e adicione legendas. Também é fácil alternar o layout do eixo e colocar a frequência no eixo x ou y.

Um exemplo de um gráfico de Diretividade onde os dados são normalizados com relação a 30 graus, a frequência está no eixo x e as legendas foram adicionadas (esquerda). A normalização dos mesmos dados foi aplicada a 0 grau e a frequência está no eixo y (direita).

Um exemplo de um gráfico de Diretividade onde os dados são normalizados com relação a 30 graus, a frequência está no eixo x e as legendas foram adicionadas (esquerda). A normalização dos mesmos dados foi aplicada a 0 grau e a frequência está no eixo y (direita).

Um exemplo de um gráfico de Diretividade onde os dados são normalizados com relação a 30 graus, a frequência está no eixo x e as legendas foram adicionadas (esquerda). A normalização dos mesmos dados foi aplicada a 0 grau e a frequência está no eixo y (direita).

Um exemplo de um gráfico de Diretividade onde os dados são normalizados com relação a 30 graus, a frequência está no eixo x e as legendas foram adicionadas (esquerda). A normalização dos mesmos dados foi aplicada a 0 grau e a frequência está no eixo y (direita).

Um exemplo de um gráfico de Diretividade onde os dados são normalizados com relação a 30 graus, a frequência está no eixo x e as legendas foram adicionadas (esquerda). A normalização dos mesmos dados foi aplicada a 0 grau e a frequência está no eixo y (direita).

Formatação LaTeX e Outras Melhorias para Títulos e Anotações

Agora é possível incluir anotações em gráficos 1D. Esta opção já estava disponível para gráficos 2D e 3D em versões anteriores do COMSOL Multiphysics®. Além disso, a funcionalidade de anotação foi estendida e inclui anotações em títulos de gráficos e anotações com cores de fundo, quadros e marcações LaTeX. Quebras de linha agora estão disponíveis usando a opção de marcação LaTeX junto com sintaxe de caractere especial: \\. Para criar a anotação usada na imagem abaixo, por exemplo, é usada a expressão de texto: $\sigma_{\textrm{max}}$ = eval(maxop1(solid.mises),MPa) MPa

Uma análise estrutural, mostrando o local e valor da tensão efetiva máxima de von Mises. A anotação inclui marcação LaTeX com um quadro e cor da tela de fundo. Uma análise estrutural, mostrando o local e valor da tensão efetiva máxima de von Mises. A anotação inclui marcação LaTeX com um quadro e cor da tela de fundo.

Uma análise estrutural, mostrando o local e valor da tensão efetiva máxima de von Mises. A anotação inclui marcação LaTeX com um quadro e cor da tela de fundo.

Filled Contour Legends

Os tipos de gráfico de Contorno e Iso-superfície agora incluem uma opção para usar uma legenda de preenchimento. Essa funcionalidade é especialmente útil para gráficos de contorno preenchido.

Caminho da Biblioteca de Aplicativos para um exemplo usando o recurso: ACDC_Module/Capacitive_Devices/capacitor_dc

Um gráfico de contorno preenchido no Computing Capacitance tutorial model, com a legenda preenchida à direita.

Um gráfico de contorno preenchido no Computing Capacitance tutorial model, com a legenda preenchida à direita.

Um gráfico de contorno preenchido no Computing Capacitance tutorial model, com a legenda preenchida à direita.

Exportação VTK

Os recursos de exportação Data e Plot agora suportam a exportação de arquivos VTK não estruturados (.vtu). Esse formato de arquivo permite que programas de terceiros usem esses dados para visualização.

A exportação de dados ou gráfico apresenta uma lista de formatos de arquivo que agora inclui a opção VTK não estruturado. A exportação de dados ou gráfico apresenta uma lista de formatos de arquivo que agora inclui a opção VTK não estruturado.

A exportação de dados ou gráfico apresenta uma lista de formatos de arquivo que agora inclui a opção VTK não estruturado.

Múltiplas Expressões em Valores Derivados

Os recursos de avaliação numérica agora conseguem avaliar múltiplas expressões de uma só vez. Isso economiza tempo para modelos mais complicados, já que não é mais necessário adicionar um nó Evaluation Feature por expressão.

Gráficos Table Surface Mais Flexíveis

O gráfico Table Surface agora suporta representações discretas ou em formato de escada. Além disso, é possível criar um gráfico Table Surface a partir de dados que foram importados de um arquivo usando um dos três formatos: Colunas, Células ou Tabela preenchida. A opção Filled table (tabela preenchida) corresponde à funcionalidade de versões anteriores. A nova opção Columns suporta dados em um formato orientado por coluna. Por exemplo, um arquivo importado que corresponde a dados salvos no formato x,y,z,T, com coordenadas x,y,z nas primeiras três colunas e uma variável de campo, como temperatura, na quarta coluna. A nova opção Cells pode ser usada para importar dados discretos em um formato de matriz, como resistência, capacitância ou indutância.

Um gráfico Table Surface discreto com uma Expressão de Altura baseada em dados importados. Um gráfico Table Surface discreto com uma Expressão de Altura baseada em dados importados.

Um gráfico Table Surface discreto com uma Expressão de Altura baseada em dados importados.

Suavização de Materiais

Muitos tipos de gráfico têm uma seção Quality, na qual você pode selecionar uma resolução de plotagem, forçar continuidade e especificar o uso de recuperação de derivadas. Na versão 5.2a do COMSOL Multiphysics®, essas configurações foram estendidas com novas opções. Para suavização, você tem cinco escolhas:

  1. None
  2. Inside material domains
  3. Inside geometry domains
  4. Everywhere
  5. Expression

A nova opção Inside material domains considera todos os domínios com o mesmo material como sendo a mesma região em termos de suavização, mas mantém descontinuidades para interfaces de material. A opção Expression pode ser usada para personalizar a região conectada usada para suavização, que é aplicada em regiões onde tal expressão é constante. Uma nova opção Smoothing threshold permite considerar valores que não sejam significativamente diferentes entre si como tendo o mesmo valor em termos de suavização. Se dois pontos adjacentes tiverem valores diferentes, então a suavização será executada somente se a diferença relativa entre os valores for, no máximo, o valor limite dado.

A nova opção Inside material domains para suavização.

A nova opção Inside material domains para suavização.

A nova opção Inside material domains para suavização.

A nova configuração Threshold para suavização. A nova configuração Threshold para suavização.

A nova configuração Threshold para suavização.

A nova opção Expression para suavização.

A nova opção Expression para suavização.

A nova opção Expression para suavização.

Variável de Domínio do Material

Uma nova variável, material.domain, está disponível para uso em expressões empregadas para configurações personalizadas de físicas, bem como em resultados. Esta variável de material é um indicador com um valor inteiro constante para todos os domínios que tenham as mesmas propriedades materiais. Variáveis para definições de material em contornos, bordas e pontos também são disponíveis como material.boundary, material.edge e material.point, respectivamente. A variável material.entity está disponível em todos os níveis de entidade: domínio, contorno, borda e ponto, e herda qualquer descontinuidade do nível de domínio, até as entidades dimensionais mais baixas.

A nova variável de indicador para materiais. A nova variável de indicador para materiais.

A nova variável de indicador para materiais.

Uso de Parâmetros em Resultados

Agora um novo nó Parameters pode ser adicionado como um sub-nó a Results. Esses novos tipos de parâmetros podem ser adicionados, editados e usados como variáveis auxiliares no pós-processamento e visualização, sem a necessidade de recalcular o modelo. Por exemplo, uma nova opção para criação de animações com base em um parâmetro Result permite usar tal parâmetro para animar o local de um gráfico de fatias, os níveis de iso-superfície ou a posição de um conjunto de dados de plano de corte.

Define parâmetros no nó Parameters, sob o nó Results para animar o local de um gráfico de Iso-superfície, por exemplo.

Define parâmetros no nó Parameters, sob o nó Results para animar o local de um gráfico de Iso-superfície, por exemplo.

Define parâmetros no nó Parameters, sob o nó Results para animar o local de um gráfico de Iso-superfície, por exemplo.

Define parâmetros no nó Parameters, sob o nó Results para animar o local de um gráfico de Iso-superfície, por exemplo.

Define parâmetros no nó Parameters, sob o nó Results para animar o local de um gráfico de Iso-superfície, por exemplo.

Uso de Expressões Globais para Posições de Planos de Corte, Flechas e Planos de Corte

Agora é possível usar expressões definidas globalmente para especificar coordenadas para gráficos. Por exemplo, pode-se deixar as coordenadas de um plano de corte serem determinadas pelo local de máxima de uma variável de campo. Essa funcionalidade também está disponível para o posicionamento de fechas, setas, linhas de corte e muito mais.

Um gráfico de contorno em um plano de corte posicionado na máxima global da tensão efetiva. Um gráfico de contorno em um plano de corte posicionado na máxima global da tensão efetiva.

Um gráfico de contorno em um plano de corte posicionado na máxima global da tensão efetiva.